Paula Pfeifer

O que é hiperinsulinemia

27/04/2018

O tema da coluna de nutrição de hoje foi a pedido meu, porque na semana retrasada tive um treco e fui parar no hospital/médico. Na verdade foi o quarto ‘treco’ em 15 dias: no meio da tarde começava a ver tudo girando, a pressão baixava, começava a suar e depois a tremer.

Vários exames depois, eis o diagnóstico: hiperinsulinemia, que me causa hipoglicemia. O assunto é novidade até pra mim!

Hiperinsulinemia

“Hiperinsulinemia é a denominação que se dá aos níveis excessivos de insulina circulante no sangue, ocasionado normalmente devido à resistência insulínica.

O termo resistência insulínica se refere à baixa sensibilidade dos tecidos à ação da insulina, ou seja, o organismo fica menos sensível a ação da insulina, que não consegue agir de forma adequada. Portanto o pâncreas entende que deve sintetizar e liberar quantidades cada vez maiores de insulina, o que causa a hiperinsulinemia.

A resistência insulínica e hiperinsulinemia são encontrados em 25% da população não diabética. A maior parte dos indivíduos que desenvolvem a resistência consegue manter o controle glicêmico normal, ou próximo do normal.

No entanto, com a exaustão da atividade pancreática, um número considerável acaba desenvolvendo diabetes tipo 2. Mesmo não desenvolvendo diabetes, estes indivíduos estão mais suscetíveis a desenvolver outras doenças, como: doenças cardíacas, hipertensão e ovário policístico.

O que fazer?

Manter-se no peso ideal, alimentar-se de maneira correta e praticar atividade física regularmente são ações que melhoram a sensibilidade a insulina e ajudam no tratamento. Manter uma freqüência alimentar correta, incluir grãos, frutas, legumes, moderar a quantidade de gordura, açúcar, álcool e sódio, são as principais atitudes a serem tomadas com relação à alimentação.

Sintomas?

Normalmente não há sintomas visíveis da hiperinsulinemia a menos que ocorra hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue). Alguns sintomas da hipoglicemia são: cansaço, tremor, sede, dor de cabeça, visão turva ou dupla, entre outros.

No caso desses sintomas se manifestarem o ideal é consumir um copo de suco de laranja, maçã ou uva, uma fatia de pão com fibras, banana, iogurte, barras de cereal. Alimentos gordurosos como chocolates demoram mais para elevar o nível da glicemia.

Ingerindo alimentos com alto índice glicêmico, o pâncreas lança quantidades maiores de insulina na corrente sangüínea, isso para manter normais os níveis de açúcar no sangue. Deve-se sempre optar por alimentos com baixo índice glicêmico. A ingestão desses alimentos além de diminuir a produção de insulina, favorece a digestão, melhora o funcionamento intestinal e a absorção de micronutrientes essenciais.

Alguns alimentos com baixo índice glicêmico

  • Aveia | Iogurte
  • Feijão| Leite
  • Maçã| Damasco seco
  • Grãos| Nozes| Sementes

Maria Eduarda Mascarenhas Waihrich
Nutricionista Clínica e Estética CRN 9523

Você também poderá gostar

37 Comentários

  • Responder Lili 27/04/2012 at 1:54 pm

    Muito bom o artigo, não conhecia esse diagnóstico. Ainda bem que não tenho nenhum desses sintomas.
    Mas o tratamento para a Hiperinsulinemia é só através do controle da alimentação ou existe tratamento com medicamentos?

    Bjos

    Lili

  • Responder Maria Eduarda Waihrich 27/04/2012 at 2:46 pm

    Lili, normalmente o tratamento é feito através da alimentação e atividade física, em alguns casos é indicado pelo médico também, o uso de medicamentos para reduzir os níveis de insulina. E para prevenção a melhor forma é manter um peso adequado, alimentação equilibrada e praticar atividade física.

    bjs
    Maria Eduarda

  • Responder greize 27/04/2012 at 4:02 pm

    Minha irmã já teve hipoglicemia, é cuidar da alimentação mesmo e não ficar mais de 3 horas sem comer nada também.Beber mta água, coisa que ela não faz.Hj ela ta ótima, mas se fica muito tempo sem comer fica fraca.
    Melhoras e se cuida Paula.
    bjus

  • Responder candida 27/04/2012 at 5:02 pm

    A pressão baixa? te cuida…..bjooooo

  • Responder mariana pimentel 27/04/2012 at 6:40 pm

    Pois é eu tenho o que chamam de PRÉ DIABETES, pois a insulina não processa direito meu açúcar e com isso tenho que tomar todo dia metformina 850, mesmo não sendo diabética para o resto da vida. Ou seja na prática eu sou diabética e teoricamente não. Mas tenho vida normal não exagero nas comidas e amo um doce. meu problema é exercício. Não faço mesmo. 🙁 E detalhe só descobri tudo isso fazendo a bendita curva glicêmica.

    • Responder Al Mir Reis 07/06/2018 at 6:21 pm

      Mariana, até maio por 10 anos vivi como você. Primeiro metformina de 850mg depois de 1g ingeria doces e até refrigerantes. Costumava dizer:”Quero morrer feliz” tal o prazer que sentia com alimentos e bebidas doces. A metformina vinha drenando as vitaminas do complexo B do meu corpo, justamente o que sustenta os músculos e nervos do corpo. Caí na rua com dor por todo o corpo sentindo fadiga terrível e chorei ao invés de sorrir. Com o corpo pele e osso, vi a morte de perto. Agora, há duas semanas injeto-me insulina e estou recuperando a massa múscular com alimentação adequada sem sal, sem açúcar, sem refrigerantes, sem café. Ferroada de muriçoca dói mais que agulha de insulina. Querida, reavalie o uso de metformina! Ela afeta o fígado, o pâncreas, o estômago e os músculos. Se você ingerir bebidas com álcool corre o risco de produzir cetoacidose e chegar a uma pancreatite crônica. Acredite! É uma dor sem precedentes.

  • Responder Milis 27/04/2012 at 9:29 pm

    Eu sofro de hipoglicemia, e eu sei que isso é um passo pra diabetes e que eu deveria me alimentar melhor, mas… Tremedeira e tonturas viraram rotina pra mim!
    Beijinhos!

  • Responder Lara 27/04/2012 at 9:31 pm

    Eu ja tive uma vez hipoglicemia! É um saco…Tem que alimentar mesmo e fazer atividade física para que isso não aconteça mais…

  • Responder Thais 28/04/2012 at 11:37 pm

    Sou diabética a 2 anos, e geralmente esses sintomas citados acima (cansaço, sede, dor de cabeça, visão turva ou dupla, entre outros) surgem quando ocorre HIPERglicemia. No caso de HIPOglicemia os sintomas são tontura, tremores, suor frio, nervosismo e fome.

    beijos

  • Responder Ivo 30/04/2012 at 6:56 pm

    Olá todos,
    uma dica para casos de hipoglicemia são as pastilhas Glicofast – http://www.glicofast.com.br

    abraço a todos,

  • Responder Monica Santos 04/05/2012 at 3:33 pm

    Oi Paula,

    Adorei esse artigo tenho esse problema de saúde, que se agrava na gravidez.
    Tive três gestações de alto risco, onde eu era socorrida todos os dias.
    Constantes desmaios e falta de ar, não tive a mesma sorte que vc, infelizmente, nenhum médico sabia diagnosticar o meu problema.
    A última gestação, tive uma parada cardio-respiratória e fui reanimada com aparelhos isso aconteceu no dia da minha cesárea.
    Mais uma vez obrigado pelo artigo foi esclarecedor.

    Monica Santos
    Recife/PE

  • Responder Bárbara Degrandi 08/05/2012 at 6:30 pm

    Paula!!!!! Eu sou hipoglicêmica/hiperinsulímica e sofro muito…
    Quando descobri, fiz acompanhamento nutricional e fiquei +ou- um ano sem comer açúcar/doces. Fez uma diferença enorme no meu organismo, mas , como queria me tornar vegana e isso já implica muitas coisas pra cuidar nos alimentos, acabei abandonando a vida diet em parte. Claro que evito usar açúcar, mas não tenho todo aquele cuidado que tinha antes.
    Eu considero o açúcar uma droga, pois o maior efeito da hipoglicemia em mim são as alterações de humor, ainda mais em época de tpm. E qdo começo a comer doce… é tipo uma drogadita sainda da rehab! huahuahua. Outro efeito insuportável é o sono… antes de saber que eu tinha isso, eu dormia em qualquer lugar e tava sempre cansada.
    Muitas pessoas tem algum grau de alteração no pâncreas ou na glicemia e não sabe. temos que divulgar esse post!
    Bjs!

    • Responder Tamara 16/06/2015 at 1:09 pm

      Olá, nossa por causa da SOP eu vim parar aqui, acredito que eu esteja com problemas na insulina também, vou marcar com o médico para pedir estes exames! Também sou vegana e agora estou começando a me alimentar melhor, espero poder manter em controle minha insulina!
      Deu tudo certo pra vc?!
      \bjos!

  • Responder Igor Catalão 26/11/2012 at 11:10 pm

    Bárbara, seu comentário parecia até uma descrição de mim mesmo (rs.). Assim como você e a Paula, fui diagnosticado com o mesmo problema há alguns anos. O que é curioso é que minha hiperinsulinemia é bem severa (não sei se tem relação com meu metabolismo acelerado ou o que). Precisei entrar numa dieta rigorosa nos primeiros anos, cortando todo o açúcar, controlando a hora de comer e os carboidratos e tudo mais. Tenho 1,70 e cheguei a 51kg (imaginem a magreza rs.). Com o tempo fui me adaptando, comecei a fazer exercício, mas hoje ter uma boa qualidade de vida ainda me custa muito. Preciso me exercitar todos os dias e controlar mais ou menos rigidamente a alimentação, o que não tenho mais conseguido fazer já há algum tempo…

  • Responder Isaac Bueno 07/02/2013 at 4:22 pm

    Olá!!! Fui diagnosticado com hiperinsulinemia. Meu médico me receitou um remédio que é muito caro (Victoza). Além desse medicamento terei que iniciar um rígida dieta seguida de atividades físicas. Me espantei com o preço desse remédio… Tem algum (mais em conta) que substitua esse? Alguém poderia me ajudar!? Grato!!!

  • Responder Daiane 12/09/2013 at 1:25 pm

    Olá, eu tenho hiperinsulinemia, foi diagnosticado devido uma perda auditiva progressiva bilateral. Faço acompanhamento da audição tem 5 anos e nunca descobriram a causa da perda que aumentava anualmente, os médicos não sabiam da onde vinham esta perda visto que todos exames davam normal, queriam que eu usasse aparelho e como sou nova, tenho 27 anos lutei contra isso, mas mesmo usando aparelho não me davam um bom prognóstico, contava mesmo com a misericórdia de Deus, passei por 7 médicos, até um deles, o oitavo me pedir a curva glicêmica e insulínica de 3 hs. Esta hiperinsulinemia altera a parte auditiva, causa hipoacusia ou surdez, agora graças a Deus depois de descobrir a causa estou fazendo dieta prescrita pelo endocrinologista, não está sendo fácil pois sou apaixonada por doces, mas agradeço a Deus por descobrir a causa da minha perda de audição, pois ja estava sem esperanças.

    Bjs.

    Daia.

  • Responder Denise Derly Saburi 21/01/2014 at 12:59 am

    Olá Maria Eduarda… Descobri que tenho hiperinsulinemia em novembro…. Em dezembro iniciei dieta com nutricionista e caminhadas praticamente todos os dias, já perdi 8kg… Nesses ultimos dias tenho me sentido indisposta, sensação de vazio…. Medi a pressão hoje :15/9…. Isso me abalou pois achei que iria melhorar… Você teria alguma sugestão? grata Um abraço

  • Responder Lucia 07/02/2014 at 7:56 pm

    Oi pessoal,
    Tudo bem?

    Eu fui diagnosticada com resistência a insulina a menos de um mês. Descobri pq comecei a me sentir MUITO mal. Cheguei até a desmaiar…
    Estou tomando remédio e fazendo a dieta… Mesmo assim de vez em quando me sinto fraca, tonta, com a visão escura…
    Com vcs tb foi assim?!
    Estou tão preocupada…

  • Responder Livia 25/03/2014 at 8:40 pm

    Olá, tenho 27 anos e fui diagnosticada hiperinsulímica aos 24, quando depois de muitos médicos, meu atual endocrinologista me pediu a curva glicêmica de 3hs. De início, tomei glucobay 50mg e segui bem a dieta de baixo consumo de carboidrato. Perdi 14 kg em menos de 3 meses. No entanto, comecei a engordar novamente e estou um pouco decepcionada com meu médico, que vem me receitando remédios para diminuir o apetite , mas não para o insulina em sim. Alguém poderia me dar uma luz?Fico muito preocupada..
    Obrigada

  • Responder Igor Catalão 06/04/2014 at 2:31 pm

    Livia, você já tentou procurar outro(s) médico(s)? Eu precisei procurar mais de um especialista até encontrar um que realmente entendesse o problema e pudesse me acompanhar como devia. Tenho hiperinsulinemia há 9 anos e não tomo remédio. Consigo controlar a doença com alimentação e atividade física. Mas isso depois de algumas cabeçadas com alguns médicos no começo.

    • Responder Marcelo Motta 15/10/2014 at 8:08 am

      Olá, Igor.
      Gostaria de saber um pouco mais sobre sua experiência.
      Aguardo contato. Obrigado.

      • Responder Igor Catalão 16/10/2014 at 6:56 pm

        Oi, Marcelo. Tem algo específico que você queira saber? Depois de 9 anos hiperinsulínico, meus últimos exames indicam uma melhora considerável, embora minha média não saiba se tem a ver com os anos todos de acompanhamento e controle alimentar, se tem a ver com o envelhecimento natural do corpo (que pode ter posto a resistência à insulina das células nos eixos) ou se tem a ver com o início do caminho para um diabetes na meia idade (embora os exames não estejam indicando ainda aumento da glicose de jejum). Se preferir me escrever, meu e-mail é: igorcatalao@gmail.com

  • Responder Andrea Santos 18/12/2014 at 7:32 pm

    Querida,tenho 34 anos,recebi este diagnostico,mas além da dieta minha endocrinologista me receitou medicamento e falou q será para toda vida. Ela nem pediu p repetir o exame p ter certeza, eu acho q ta errado, acho q n fiz o jejum direito, tou me sentindo culpada…Tenho medo das consequencias desse medicamento a longo prazo.

  • Responder Margarete 06/01/2015 at 1:02 pm

    Oi.Fui diagnosticada com hiperinsulinemia á 2 anos,estava 250,altíssima.Fiz dieta um ano,tomo o Galvus e estou bem.Sem dietas rigorosas,baixou a hiper,só não pode ficar com volume abdominal alto,ou seja,gorda no estômago e barriga…açucar tb não pode…caminhar muiiiito e eu como normal.

    • Responder Danilo Lima 31/10/2017 at 11:59 am

      oi margarete, o meu deu 272! Tomara que a médica me receite esse galvus tambem

  • Responder claudia 06/05/2015 at 4:09 pm

    Minha filha sofreu com tonturas e
    e mal estar por anos,sempre tinha que
    ir buscá la na escola,a médica endócrinologista
    pedia exame para medir a glicemia e não
    dava nada.Hoje com 15 anos,ta melhor,mas
    ja passou mal tomando caldo de cana,suco adocicado,
    e lendo sobre isso,vou pedir ao médico exame de
    curva glicêmica,pois acho que ela deve ter hiperinsulinemia.

  • Responder Flavia 19/06/2015 at 12:10 am

    Se alimentar saudavelmente é um dos principais pilares para uma vida sem surpresas.

    Artigo bem explicado.

  • Responder Rafaelly 23/06/2015 at 4:29 pm

    Oláá. Fui diagnosticada como hiperinsulínica há mais ou menos uns três anos atrás. E desde então comecei a minha luta, desde então tomo dois comprimidos do remédio Glifage XR 500mg (nunca experimentei outro medicamento);tento fazer dieta (pra mim é a parte mais difícil) e faço exercícios físicos. Mas ainda assim, mesmo com tanto tempo tomando medicamento, minha insulina ainda é altíssima!!! Sempre fico procurando outras formas de tratamento, mas não acho nada..sempre as mesmas coisas!E quanto aos exercícios, ando me sentindo muito cansada, sono, visão turva…e isso tem me deixado bem preocupada.

  • Responder Elaine Souza 20/08/2015 at 5:04 pm

    Ola.
    Fui diagnosticada a menos de um mês com hiperinsulinismo, o endocrinologista receitou 2 capsulas de glifage e de um remédio manipulado, e dieta. Estou com sobrepeso e preciso perder 20kg. Está sendo tudo muito difícil, pois adoro doce, e me sinto indisposta para me exercitar, além de muitas dores nos calcanhares e joelhos. Também sofro de endometriose profunda e ovários policísticos.
    Gostaria de saber se estou bem orientada. Estou muito apreensiva, principalmente com a indisposição.

  • Responder Roberta 02/10/2015 at 11:22 am

    Ola. Qual o valor de referência para insulina pós ingestão da glicose. No meu caso a glicose baixa de 88 para 75 e a insulina aumenta de 8 para 85. Não entendo esses exames. Vocês, pelo jeito, têm bastante experiência no assunto. Re alguém puder me ajudar, obrigada.

  • Responder Senir Souza Silva 23/11/2015 at 2:33 pm

    Minha filha tem hiperinsulinemia,a endocrinologista passou remédio Glifage.
    É normal esse procedimento ? Me preocupa muito .

  • Responder Gloria 28/01/2016 at 11:14 pm

    Olá Paula,
    Gostei muito do compartilhamento dessa informação, hoje também fui diagnosticada com esse treco ai..(rsrsrs), bacana a dica da alimentação.

    Obrigada.
    Grande abraço.

  • Responder Priscila 04/03/2016 at 3:54 pm

    Também fui diagnosticada com hiperinsulinemia, devido a exames que fiz para verificar a perda auditiva.
    Fiquei desesperada, pois antes eu achava que tinha hipoglicemia, agora isso…
    Farei o tratamento com alimentação e exercícios certinho!!

  • Responder Angela Maria de Assis Mendonça 18/02/2017 at 9:10 am

    Olá, fui diagnosticada com diabetes tipo 2. Tomo 2 comprimidos de golfáveis cr 500mg à noite. Isso às vezes tem me deixado tonta, com sudorese. Será que é pela dosagem?
    ABS

  • Responder Tatiana Teixeira 19/02/2017 at 12:30 pm

    Adorei! Finalmente consegui entender a minha condição! Também tenho hiperinsulinemia e nunca consigo explicar para as pessoas porque não posso comer uma sobremesa, tortas ou docinhos em aniversário… Agora ficará bem mais fácil! Muuuito obrigada <3

  • Responder Danilo Lima 30/10/2017 at 4:23 pm

    pessoal, acabei de fazer a curva glicemica e bateu o pico de 272,8 na insulina! A consulta com minha endocrino só consegui marcar para quarta-feira. Algumar recomendação até lá ? Obrigado

  • Responder Patricia 17/05/2018 at 9:50 pm

    Olá. Tive todos esses sintomas e outros mais. Muita vertigem, vômito, sudorese e tremor, visão embaçada. Fiquei meses com vertigem e um pouco desorientada. Na pior crise não conseguia me manter em pé e até confusa para lembrar nomes, esquecia o que ia falar. Fui tratando como labirintite e tomando vários remédios que o médico do plantão me passou. Quando procurei outro Otorrino, elae pediu a curva de glicemia e insulina. E estava bem alterada.. Iniciei uma dieta e intensifiquei meu treino na academia. Hoje não consumo mais doces com tanta frequencia, não tomo mais refrigerantes e como uma quantidade de comida que seja suficiente. Hoje não tenho mais tonturas e estou muito melhor!

  • Deixe seu comentário

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.